NOTÍCIAS

02/10/2017
NOTA DE PESAR DA DIREÇÃO DO SINDIPREV PELO FALECIMENTO DE ISTVÁN MÉSZÁROS

O Sindicato dos trabalhadores em Saúde, Trabalho e Previdência Social no Estado de Sergipe (SINDIPREV/SE) vem a público manifestar o seu pesar pelo falecimento do filósofo húngaro István Mészáros, falecido no dia de ontem, domingo, 01/10, aos 86 anos, de falência múltipla de órgãos, em razão de agravamento de saúde após dois Acidentes Vasculares Cerebrais (AVC). Esteve acompanhado durante todo o momento de familiares e amigos.

Mészáros nasceu na Hungria, em 19 de dezembro de 1930. Filho de operários, trabalhou também na fábrica, como operário, em seu país. Estudou filosofia, sendo discípulo e assistente de György Lukács, seu conterrâneo e também um dos maiores especialistas mundiais na teoria marxista. Defendeu sua tese de doutorado na Universidade de Budapeste (Hungria), em 1954, aos 23 anos de idade.

Mészáros dedicou a maior parte da sua vida a pensar sobre o Estado, a sociedade burguesa, as crises do capital e os seus efeitos na vida da humanidade. Dentre suas principais obras estão “Marx: teoria da alienação” (1970) “O conceito da Dialética em Lukács” (1972) “Para além do capital” (1994) “O século XXI: socialismo ou barbárie?” (2004) e “A crise estrutural do capital” (2009). Manteve-se lúcido até dias antes de seu falecimento, inclusive, trabalhando ativamente para a conclusão do seu último livro (ainda não publicado), intitulado de “Para além do grande Leviatã”, cujo conteúdo, de certo, trará uma análise crítica acerca do Estado capitalista e da necessidade de organização e nova ofensiva da esquerda mundial. Esta obra estava prevista para ter mais de 1000 páginas, dividida em três volumes, sendo que o primeiro (O desafio histórico) será lançado ainda este ano, o segundo (A dura realidade) previsto para 2018 e o terceiro e último volume (A alternativa necessária) estava previsto para 2019, ocasião em que Mészários viria ao Brasil para realizar um ciclo de debates sobre esta obra. Lamentavelmente, não contaremos com a sua presença física.

O filósofo marxista ganhou vários prémios internacionais por sua obra. Além da Hungria, foi professor em países como a Itália, Inglaterra, Escócia, México, EUA e Canadá. Mészáros possuía uma forte ligação com o Brasil, onde veio pela primeira vez, coincidentemente à região Nordeste, em 1983. Vinha com certa frequência ao país convidado para participar de eventos nas universidades e eventos de movimentos sociais brasileiros, a exemplo do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST).

Em tempos de avanço do conservadorismo, de ataque às legítimas organizações da classe trabalhadora mundial e seus direitos historicamente conquistados, o legado de István Mészáros e a sua vasta e importante obra, continuarão a guiar aqueles que acreditam e defendem uma nova e diversa ordem societária mundial.

Em nome da direção do SINDIPREV-SE e de sua base crítica e de luta, agradecemos as contribuições teóricas deste grande pesquisador e filósofo marxista e nos solidarizamos com a dor da família, amigos e camaradas que, com ele, conviveram a aprenderam tanto. Mészáros Vive! Mészáros, Presente!

 

Direção do SINDIPREV-SE

OUTRAS NOTÍCIAS

VER TODAS NOTÍCIAS