SINDIPREV/SE DEBATE REFORMA DA PREVIDÊNCIA

Não existe futuro na PEC 06/2019

22/03/2019 08h:23

O SINDIPREV/SE promoveu no dia 21, o seminário “REFORMA DA PREVIDÊNCIA – QUE FUTURO QUE QUEREM PRA NÓS?” que teve como palestrante o renomado advogado do CNASP, Dr Luis Fernando.

A mesa de abertura do evento, composta as 08:30h, contou com a presença do Coordenador Geral do SINDIPREV/SE, Joaquim Antonio, Vereador Isac Silveira, Deputado Estadual Iran Barbosa, Dr Lucas Rios, assessor jurídico do SINDIPREV/SE e Professor Dudu, presidente estadual da CUT/SE, onde todos falaram da importância do debate promovido pelo SINDIPREV e a necessidade da ampliação do mesmo a todas as bases de trabalhadores.

Com o auditório da Faculdade Estácio de Sá lotado por servidores da base do SINDIPREV/SE, Sindicalistas, inclusive de Alagoas, e parlamentares, a explanação do Dr Luis Fernando se aprofundou na PEC 06/2019 e a Previdência sob forma de CAPITALIZAÇÃO proposta pelo Ministro da Economia Paulo Guedes, nos mesmos moldes do Chile.

Após a palestra, os presentes fizeram as perguntas sobre o tema para esclarecer todas as dúvidas sobre a PEC, FUNPRESP e armadilhas publicadas na PEC, inclusive a mudança para Capitalização.

O palestrante, que esteve recentemente no Chile, falou com clareza sob a sua experiência na triste realidade do povo chileno que luta para o retorno à forma contributiva paritária que hoje existe no Brasil e a dificuldade do chileno aposentado em sobreviver com menos de UM SALÁRIO MÍNIMO, na grande maioria. Com o PIB chileno controlado pelos Fundos de Pensão e bancos, o sistema se tornou refém da ganância da especulação financeira aprofundada na falência de famílias e falta de perspectivas destas famílias, agravando o número de suicídios dos aposentados elevando o Chile ao país com maior índice de suicídios na América Latina.

Sob o FUNPRESP, Luis Fernando não aconselhou os servidores, que entraram no setor público antes de 2013, a aderir ao Fundo, por abrir mão de uma estrutura definida por lei para se submeter ao Fundo que fará parte do mercado incerto.

Sob muitos aplausos, o evento encerrou as 12h com o objetivo alcançado pelo SINDIPREV/SE em democratizar as informações, deixando claro que “não existe futuro no projeto de Bolsonaro”.

O Coordenador Geral do SINDIPREV/SE agradeceu a parceria com a faculdade Estácio de Sá pela logística e estrutura que chamou a atenção dos presentes, bem como o apoio dos gerentes do INSS, Ministério da Saúde e Ministério do Trabalho.

 

Por: Marcos Jefferson (DRT/SE 376)