NOTÍCIAS

20/02/2018
ATO UNIFICADO MARCA DIA DE LUTA EM ARACAJU

Desde as 05:30h da manhã do dia 19, a direção do SINDIPREV/SE já estava iniciando o ATO UNIFICADO na porta da APS INSS ARACAJU IVO DO PRADO dialogando com a população sobre as perdas no projeto da Contrarreforma da Previdência e chamando a atenção para os parlamentares sergipanos que votam contra os trabalhadores.

“SE VOTAR, NÃO VOLTA”, dizia o coordenador geral do SINDIPREV/SE, Joaquim Antonio, no mini-trio em frente a APS, com o coro dos segurados, servidores, movimentos sociais e dirigentes sindicais. Já a partir das 07h, a avenida Ivo do Prado ia se ficando pequena devido ao grande número de manifestantes presentes. O ATO UNIFICADO mostrou a força da unidade dos trabalhadores, movimentos sociais, sindicatos e Centrais Sindicais em Sergipe que se somaram em uma única voz em defesa do trabalhador e denúncia da retirada de direitos.

O SINDIPREV/SE recebeu os trabalhadores e sindicalistas com café da manhã na porta da APS e muita disposição para lutar. O vereador por Aracaju e diretor do SINDIPREV Isac Silveira, esteve presente em todo Ato ajudando a comandar as falas e esclarecendo à população o prejuízo da PEC DA MORTE que dá o direito ao trabalhador de se aposentar com a idade avançada e desgastada pelos anos de trabalho.

Durante o ATO, a direção do SINDIPREV/SE fez reunião setorial na APS IVO DO PRADO sobre as perdas de direitos e reunião com o Presidente do INSS em Aracaju. O dirigente Deivid, falou sobre o INSS DIGITAL, CGNAD e reunião com o Presidente do INSS em uma falta de perspectiva de diálogo que construa algo concreto para os trabalhadores.

Após a manifestação em frente ao INSS, os trabalhadores presentes seguiram em caminhada pelo centro de Aracaju, encerrando a atividade no período da manhã na frente da sede do Ministério do Trabalho e Emprego com a fala dos dirigentes sindicais presentes.

No período da tarde, o SINDIPREV/SE esteve presente na atividade que aconteceu na frente do Palácio de Despachos do Governo de Sergipe dialogando com os trabalhadores sobre as perdas de direitos e denunciando a falta de condições de trabalho no âmbito da base do SINDIPREV/SE.

 

Por Joaquim Antonio Ferreira (Coordenador Geral)

OUTRAS NOTÍCIAS

VER TODAS NOTÍCIAS